Tradutor

Blogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Powered By google

segunda-feira, 11 de maio de 2020

Atletismo - Como tudo iniciou

atletismo, como iniciou o atletismo, modalidade esportiva, Atletismo é a prática esportiva mais antiga, que é conhecida como esporte-base. Isso porque as suas modalidades compreendem os movimentos mais comuns para as pessoas desde a Antiguidade como: corrida, lançamentos e saltos.

Trata-se de uma prova de resistência muito importante. É o principal esporte olímpico, conforme expressa a frase que circula nesse meio. "Os  Jogos Olímpicos podem acontecer apenas com o Atletismo. Nunca sem ele". Isso mostra a importância dessa modalidade.

Foi na Inglaterra, durante o século XIX, que a modalidade ganhou a diversidade atual. Isso depois das escolas militares adotarem como rotina em sua grade curricular, o que mais tarde desencadeou em competições, estendidas para as grandes potências mundiais, como os Estados Unidos.

atletismo, como iniciou o atletismo, modalidade esportiva, Após o início dos Jogos Olímpicos da Era moderna no ano de 1896, a categoria conquistou seu prestígio, com o passar dos anos e precisamente em 1912, foi necessário criar uma organização, a IAFF (Associação Internacional de Federações de Atletismo), por conta da magnitude que se tornou.

O Atletismo chegou a terras brasileiras no final do século XIX, em seguida, o Brasil teve sua primeira participação nas Olimpíadas de Paris 1924. Criou-se um torneio nacional um ano após, fundando somente em 1977, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

atletismo, como iniciou o atletismo, modalidade esportiva,

A maioria dos embates ocorre dentro de um estádio, no campo e na pista, com modalidades distintas acontecendo simultaneamente. Com 400m de extensão, a pista oval carrega consigo a principal regra da competição: "Não é permitido queimar a largada".

Capacidades Físicas - Aprofundando em Força e Velocidade

atividade física, atributo treinável, capacidades físicas, força, força de resistência, força estática, força explosiva, força pura, velocidade, velocidade de ação, velocidade de reação, Olá pessoal, na última aula aprendemos um pouco mais sobre as Capacidades Físicas, o que são, como elas podem ser treinadas, e também conhecemos as valências força e velocidade. Hoje iremos estudar um pouco mais essas duas capacidades, para então na próxima aula darmos prosseguimento no nosso conteúdo. 

 A capacidade Força que é definida como uma qualidade física que nos permite executar movimentos contra resistências opostas, que dificultam ou impedem o movimento. Será dividida em alguns sub-tipos que vamos estudar mais adiante, olhem só:

Força Pura: é a força máxima utilizada em uma tarefa física, como exemplo temos o levantamento de peso, esporte que o praticante tem que realizar uma repetição única de uma vez só com um grande peso.

atividade física, atributo treinável, capacidades físicas, força explosivaForça Explosiva: É a força executada com grande velocidade. Temos aqui um golpe de judô, Ippon por exemplo, em que o praticante tem que executar uma força contra o adversário o mais rápido possível para obter êxito na luta.









atividade física, atributo treinável, capacidades físicas, força de resistênciaForça de Resistência: É a força que nos permite manter um nível de força pelo maior tempo possível. Nesse caso temos a força que um pedreiro emprega em uma obra, onde ele ficará por um grande tempo exercendo força contra resistências opostas, carregar tijolo, bater um traço de massa.
atividade física, atributo treinável, capacidades físicas, força, força de resistência, força estática, força explosiva, força pura, velocidade, velocidade de ação, velocidade de reação,








Força Estática: É a força que fazemos contra uma resistência sem produzir movimento. Podemos observar essa força ao tentar empurrar uma parede, onde nossa força empregada na mesma não provocará deslocamento.









Outra capacidade estudada foi a Velocidade que é definida como a qualidade física que nos permite a realização de um movimento, ou um conjunto de movimentos, em um mínimo de tempo. Ela pode ser dividida em velocidade de ação e reação, sendo:

atividade física, atributo treinável, capacidades físicas, força, força de resistência, força estática, força explosiva, força pura, velocidade, velocidade de ação, velocidade de reação, Velocidade de ação: é aquela implementada em um movimento, tentando sua realização no mínimo de tempo.

Velocidade de reação: é a velocidade implementada em um movimento gerado em resposta a um estímulo externo (visual, auditivo, etc).


Isso significa que na velocidade de ação como seu nome diz o movimento ocorre, sendo praticada em um tempo curto e o mais rápido possível. Na velocidade de reação é a resposta de outro movimento que ocorreu antes, sendo ele visual (algo visto), auditivo (um som, barulho) entre outros.


Até a nossa próxima aula!
________________________________________________________________

Jorge Luis - Profissional de Educação Física (UFMA)
Pós Graduando em Fisiologia, Biomecânica e Personal Training (LABORO)
Twitter
Instagram

domingo, 26 de abril de 2020

Atividade Física e Imunidade em tempos de Coronavírus


atividade física, coronavírus, imunidade, atividade física e imunidade, aumentar imunidade com atividade física, sistema imunológicoA Atividade Física é essencial para aumentar a imunidade contra ataque de invasores externos, mas o que é a atividade física? Ela é definida como todos os movimentos produzidos pelos músculos esqueléticos, sendo portanto voluntários, e com gasto energético acima dos níveis de repouso. Isso quer dizer que toda Atividade Física é aquele que gastamos energia acima do nosso repouso utilizando os músculos que tem comando voluntários, ou seja, que temos controle sobre eles.


Temos que levar em consideração que a Atividade Física não é nenhum tipo de vacina mas o fortalecimento do sistema imunológico vai proporcionar uma rápida e eficaz resposta contra qualquer quadro de infecção. Além disso os efeitos da Atividade Física regular (aquela feita toda semana) proporciona benefícios para a vida toda como a diminuição do sedentarismo que afeta 70% da população brasileira que a partir da adolescência as pessoas reduzem o nível de atividade física, sendo as pessoas mais afetadas: mulheres, idosos, pessoas de nível socioeconômico mais baixo e os indivíduos incapacitados. Esse estilo de vida provoca um aumento da obesidade, já que a maior parte do tempo livre é passada assistindo televisão, usando computadores, jogando videogames. E em tempos de Coronavírus a preocupação é maior, pois ficamos mais em casa realizando atividades sedentárias, com pouca movimentação, pouco gasto de energia, dessa forma a tendência é que nosso sistema imunológico tenha uma resposta tardia a qualquer tipo de invasão.
atividade física, coronavírus, imunidade, atividade física e imunidade, aumentar imunidade com atividade física, sistema imunológico, atividade física no parque
O mecanismo da melhora da defesa imunológica está associada à um efeito da atividade física regular em promover um aumento dos linfócitos, células denominadas "natural killers". Ele atua no sistema inato, tem como função destruir células tumorais ou infectados por vírus. 


Outro fator que auxilia a proteção do nosso organismo é o fato da atividade física promover a diminuição do estresse. Como nosso corpo funciona em um quadro de homeostase (onde todos os órgãos e estruturas estão em equilíbrio) entre os sistemas nervoso, endócrino e imunológico a redução do estresse faz com que o organismo se fortaleça e fique menos susceptível a diversas doenças.

Agora uma pergunta, se a Atividade Física melhora a imunidade então quanto mais atividade melhor a resposta?  NÃO

MUITA ATIVIDADE FÍSICA TEM O EFEITO OPOSTO



atividade física, coronavírus, imunidade, atividade física e imunidade, aumentar imunidade com atividade física, sistema imunológico, cansaçoA Atividade Física moderada provoca uma melhora da saúde geral e uma resposta melhor do sistema imunológico mas o excesso da mesma que são os exercícios de alta intensidade, aqueles que desgastam demais a pessoa vão provocar o efeito inverso, diminuem a imunidade e aumentam a incidência de doenças por enfraquecimento imunológico. 


QUAL É O SEGREDO?

O segredo em tempos de quarentena e isolamento social é praticar atividades físicas sem exageros e sem muita cobrança por resultados, manter o nível de atividade física é importante para ter uma resposta ágil de possíveis invasões. E os exercícios em casa são a melhor opção para evitar a propagação do vírus, O que são os exercícios em casa e como praticá-los adequadamente? Bom, esse é o tema da nossa próxima aula.


Até lá!

________________________________________________________________

Jorge Luis - Profissional de Educação Física (UFMA)
Pós Graduando em Fisiologia, Biomecânica e Personal Training (LABORO)
Twitter
Instagram


Referências:
Avaliação do desempenho motor em testes de aptidão física em uma escola do Projeto PIBID., JORGE LUIS LIMA SOUSA , 01/2017
Nível de atividade física em adolescentes oriundos de uma escola polo de atuação do PIBID em Educação Física., ELILSON SANTOS FERREIRA , 01/2017

História da Educação Física - Jogos Olímpicos até a Idade Moderna



ogos olímpicos da antiguidade, História da Educação Física, jogos olímpicos, educação física higienista, educação física militarista, História da Educação Física,
Parte 01 - História da Educação Física (veja antes para continuar).

Os Jogos Olímpicos da Antiguidade como eram conhecidos, foi um festival religioso e atlético da Grécia Antiga que era realizado de 4 em 4 anos, ocorreu até o ano de 392 quando foi interrompido, foi ele que originou séculos mais tarde os Jogos Olímpicos da Era Moderna. Os Jogos Olímpicos da Antiguidade ocorriam no santuário de Zeus e não poderiam participar os estrangeiros, escravos e mulheres, somente podiam participar atletas de classes mais favorecidas e aqueles que foram iniciados no desporto desde a infância, mostrava-se uma modalidade de pessoas selecionadas e com poder aquisitivo maior mas para a época era uma coisa normal.
Os Jogos Olímpicos da Era Moderna foi retomado em 1896 pelo francês Barão de Coubertin, que tinha como ideal da educação através do esporte, ele queria propagar seu uso como instrumento de aproximação entre os povos, em benefício da paz. A célebre frase "O importante é competir" é atribuída a ele.


Leiam algumas curiosidades dos Jogos Olímpicos da Antiguidade:

ogos olímpicos da antiguidade, História da Educação Física, jogos olímpicos, educação física higienista, educação física militarista, História da Educação Física,


Por muitos anos a Educação Física foi confundida com a Ginástica e serviu de instrumento de controle do estado com a população, isso ocorreu em vários governos do nosso país. A prática de Atividade Física no período imperial era considerada inferior a atividade intelectual, ou seja, havia uma diminuição de quem praticava a mesma pois era associada ao trabalho escravo e era considerada de menor importância que a atividade intelectual.

Em 1851 é o início oficial da Educação Física como Ginástica ainda nas escolas brasileiras, mas a prática cheia de preconceitos não era oferecida as meninas.

ogos olímpicos da antiguidade, História da Educação Física, jogos olímpicos, educação física higienista, educação física militarista, História da Educação Física, EDUCAÇÃO FÍSICA HIGIENISTA (até 1930):

Ocorre no processo de industrialização e urbanização da sociedade, com isso aumenta a proliferação de doenças infecciosas devido as condições de trabalho das pessoas. Com isso existe uma preocupação com a manutenção da saúde das pessoas, a Educação Física é vista como erradicadora de doenças, tem o papel de manter uma "mente sã, em corpo sã". Observamos uma preocupação com a prática de atividade física para toda população, incluindo as mulheres agora pois existe uma preocupação com o aumento de doenças nos indivíduos.






ogos olímpicos da antiguidade, História da Educação Física, jogos olímpicos, educação física higienista, educação física militarista, História da Educação Física, EDUCAÇÃO FÍSICA MILITARISTA (1930-1945):

No período da Era Vargas, ocorre em um período que o país está preocupado com possíveis guerras e conflitos por isso imagina-se que uma das formas de se proteger é se a juventude for capaz de suportar o combate, a luta, a guerra, assim busca-se formar o "cidadão-soldado". 
Então nas aulas de Educação Física é fornecida a Educação Física Militar que é a prática física que busca o aperfeiçoamento da raça e a seleção natural dos indivíduos. Os valores buscados são a coragem, vitalidade, heroísmo e disciplina.






Na próxima aula finalizamos a última parte da história da Educação Física.
Até lá!

História da Educação Física - Homem primitivo, Atenas e Esparta.

________________________________________________________________


Jorge Luis - Profissional de Educação Física (UFMA)
Prof. CE Luís Augusto Barros - São Mateus/MA
Prof. Poço Comprido - Coroatá/MA
Pós Graduando em Fisiologia, Biomecânica e Personal Training (LABORO)
Twitter
Instagram

sábado, 25 de abril de 2020

História da Educação Física


História da Educação Física, homem primitivo, educação física na grécia antiga, atenas, esparta, atividade física, Qual a real importância da Educação Física para a nossa sociedade? Isso que tento explicar para vocês, já que a Educação Física significa que vamos estudar uma área que está ligada as práticas corporais produzidas pela humanidade. O que isso quer dizer? Significa que tudo que a educação física estuda e nos ensina foram atividades, esportes que foram produzidas ao longo do tempo, ou seja, não surgiu de uma hora para outra, ok?
Sendo que nossos principais conteúdos são: jogos, esportes, danças, lutas, ginásticas e o corpo humano (também faz parte do nosso conteúdo). Agora eu pergunto para vocês, sabe qual a importância real da Educação Física na história? O homem a utilizou em algum momento? Então é isso que vamos descobrir agora, vamos lá.

HOMEM PRIMITIVO – Nessa época os órgãos e músculos do homem que vivia nesse tempo eram mais resistentes, pois eles praticavam mais atividade física, se deslocavam por maiores distâncias, caçavam grandes animais, nadavam, lançavam, corriam... Enfim, eram mais preparados para as atividades do que nós somos hoje. Com o tempo foram aperfeiçoando a luta pela sobrevivência. Desta forma a maior importância da Educação Física era a sobrevivência, pois se o indivíduo não fosse o preparado o suficiente, viria morrer.

História da Educação Física, homem primitivo, educação física na grécia antiga, atenas, esparta, atividade física,
EDUCAÇÃO FÍSICA NA GRÉCIA ANTIGA: o exercício físico tinha uma importância grande no dia a dia do povo grego, ele complementava a aquisição de conhecimentos e a celebração das festas, dividido em duas cidades distintas: Atenas e Esparta.
ESPARTA: A importância da Educação Física para esta cidade e este povo é sua participação na preparação física dos guerreiros, onde só os mais fortes sobreviviam. Existia um treinamento pesado que começava com as crianças de apenas 7 anos sendo jogadas nas matas para se virarem, se a criança anos depois voltasse viva era treinada para se tornar um grande guerreiro de Esparta, destemido e sem medo.

História da Educação Física, homem primitivo, educação física na grécia antiga, atenas, esparta, atividade física, ATENAS: Ao contrário de Esparta aqui a busca pelo conhecimento, pela intelectualidade é o grande objetivo, então sua importância é que muito do que foi descoberto quanto como se realizar as atividades físicas foi estudado aqui, além do culto ao corpo em esculturas como tema central. Aqui os jovens praticavam ginástica desde os 14 anos como forma de manter uma mente sã em um corpo saudável.


Na próxima aula continuaremos contando um pouco mais da história da Educação Física, chegando aos dias atuais.

Até lá!

Aula 02 - Olimpíadas, Higienismo e Militar

________________________________________________________________


Jorge Luis - Profissional de Educação Física (UFMA)
Prof. CE Luís Augusto Barros - São Mateus/MA
Prof. Poço Comprido - Coroatá/MA
Pós Graduando em Fisiologia, Biomecânica e Personal Training (LABORO)
Twitter
Instagram

Capacidades Físicas - Força e Velocidade

capacidades físicas, atributo treinável, força, velocidadeHoje vamos começar por um tema que todo mundo vê e pratica no seu cotidiano, mas acabam não percebendo que são as Capacidades Físicas, elas são definidas como todo atributo físico treinável num organismo humano. O que é treinável? É o fato de poder melhorar e aprimorar através da atividade física, de um exercício mais planejado, dessa forma poderá ter essa capacidade melhor ainda. Já perceberam que quando vocês começam a praticar alguma atividade física como jogar bola, saltar corda, correr, andar de bicicleta. 

Com o tempo você consegue ficar melhor do que antes? Correr mais rápido, andar mais rápido e por ai vai? Então é através das capacidades físicas que se conseguem executarem ações motoras, desde as mais simples às mais complexas (andar, correr, saltar, nadar, etc). O fato de ser mais veloz mais flexível ou mais forte tem uma origem hereditária, transmissível de pais para filhos, mas também tem a ver com a forma como vamos desenvolvendo/treinando as referidas capacidades ao longo dos anos. 

Nessa primeira aula vamos conhecer duas capacidades físicas, Força e Velocidade. 


capacidades físicas, atributo treinável, forçaForça: É a capacidade física que permite deslocar um objeto, o corpo de um parceiro ou o próprio corpo através da contração dos músculos. 




capacidades físicas, atributo treinável,velocidade, usain bolt

Velocidade: É a capacidade física que permite realizar movimentos no menor tempo possível ou reagir rapidamente a um sinal.






Nas próximas aulas iremos conhecer as capacidades físicas: Resistência, Agilidade, Equilíbrio, Flexibilidade e Coordenação Motora (destreza).

Até lá!

________________________________________________________________


Jorge Luis - Profissional de Educação Física (UFMA)
Prof. CE Luís Augusto Barros - São Mateus/MA
Prof. Poço Comprido - Coroatá/MA
Pós Graduando em Fisiologia, Biomecânica e Personal Training (LABORO)
Twitter
Instagram

Hipertensão Arterial - Um mal silencioso

HIPERTENSÃO ARTERIAL

hipertensão arterial, riscos associados a pressão alta, fatores de risco pressão alta, pressão alta, saúde, A hipertensão arterial (pressão alta) é das doenças de maior prevalência na população. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) estima que haja 30 milhões de hipertensos, cerca de 30% da população adulta. Entre as pessoas com mais de 60 anos, mais de 60% têm hipertensão. No mundo, são 600 milhões de hipertensos, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Embora o problema ocorra predominantemente na fase adulta, o número de crianças e adolescentes hipertensos vêm aumentando a cada dia. A SBH estima que 5% da população com até 18 anos tenham hipertensão – são 3,5 milhões de crianças e adolescentes brasileiros.
A pressão alta caracteriza-se pela presença de níveis de pressão arterial elevados associados a alterações no metabolismo do organismo, nos hormônios e nas musculaturas cardíaca e vascular. Considerada um dos principais fatores de risco de doença, é responsável por cerca de 40% dos casos de aposentadoria precoce e de absenteísmo no trabalho em nosso meio. É uma condição de causas multifatoriais que deve receber a atenção e o cuidado de todos.

Quais são as causas?
Em 95% dos casos, a causa da hipertensão arterial (HA) é desconhecida, sendo chamada de HA primária ou essencial. Nesses pacientes, ocorre aumento da rigidez das paredes arteriais e a herança genética pode contribuir para o aparecimento da doença em 70% dos casos.
O que sente o portador desta condição?
Hipertensão Arterial, orgãos mais afetados com a hipertensão, pressão alta, artérias, cegueiraNa maioria dos casos, não são observados sintomas. Quando estes ocorrem, são comuns a outras patologias, tais como dor de cabeça, tonturas, cansaço, enjoos, falta de ar e sangramentos nasais. Por isso, a hipertensão arterial é conhecida como uma doença silenciosa. Isto pode dificultar o diagnóstico ou fazer com que o paciente esqueça-se de usar os medicamentos necessários para controlar a pressão arterial.
A pressão alta ataca os vasos, coração, rins e cérebro. Os vasos são recobertos internamente por uma camada muito fina e delicada, que é machucada quando o sangue está circulando com pressão elevada. Com isso, os vasos se tornam endurecidos e estreitados podendo, com o passar dos anos, entupir ou romper. Quando o entupimento de um vaso acontece no coração, causa a angina que pode ocasionar um infarto. No cérebro, o entupimento ou rompimento de um vaso, leva ao "derrame cerebral" ou AVC. Nos rins podem ocorrer alterações na filtração até a paralisação dos órgãos. Todas essas situações são muito graves e podem ser evitadas com o tratamento adequado, bem conduzido por médicos. Existem casos em que a elevação da pressão é causada por doenças renais ou alterações hormonais. 

História familiar: a influência genética na hipertensão primária é muito conhecida. Quanto mais parentes portadores de pressão alta você tiver, maiores são suas chances de também desenvolver hipertensão arterial. Pessoas com pelo menos um parente de primeiro grau hipertenso (definido como irmão/irmã ou pai e mãe) têm o dobro de chances de desenvolver pressão alta quando comparado com pessoas sem história familiar.
– Consumo de sal: a hipertensão arterial essencial é uma doença típica das sociedades do mundo ocidental que habitualmente consomem muito sal. Pessoas que ingerem mais de 6g de sal por dia (ou 2,3g de sódio) apresentam maior risco de terem pressão alta. O sal aumenta a pressão arterial por induzir duas alterações nos vasos sanguíneos: 1°- o sal (cloreto de sódio) aumenta o volume de líquidos dentro dos vasos, pois para o sangue não ficar com níveis altos de sódio, os rins absorvem mais água para diluí-lo; 2°- o sódio age diretamente nas paredes das artérias causando uma constrição das mesmas, levando a um aumento da resistência (pressão) à passagem do sangue e uma menor capacidade de vasodilatação.
Hipertensão Arterial, tabagismo, fumo, fumar causa pressão alta, fator de riscoTabagismo: O cigarro não só causa aumento imediato da pressão arterial por ação vasoconstritora da nicotina, mas também acelera o mecanismo de arteriosclerose, deixando os vasos duros e rígidos. O fumo passivo também é fator de risco para hipertensão arterial.

Sedentarismo: a falta de exercício físico também é outro importante fator de risco para hipertensão arterial. A prática regular de exercícios diminui os níveis circulantes de adrenalina, que causa constrição das artérias, e aumenta a liberação de endorfinas e óxido nítrico, que causam vasodilatação. Além disso, o sedentarismo contribui para o sobrepeso e aumento do colesterol.
Hipertensão Arterial, pressão alta, 12 por 8, saúde, viver bemVale ou não vale a pena se cuidar e manter-se saudável? Compartilhe estas informações com o máximo de pessoas possíveis, amigos, parentes, colegas de turma, trabalho. E vamos todos em busca do 12 por 8.











________________________________________________________________


Jorge Luis - Profissional de Educação Física (UFMA)
Prof. CE Luís Augusto Barros - São Mateus/MA
Prof. Poço Comprido - Coroatá/MA
Pós Graduando em Fisiologia, Biomecânica e Personal Training (LABORO)
Twitter
Instagram